(Português) Aprovado projeto de lei que altera o marco do saneamento básico

25 . June . 2020 |

Sorry, this entry is only available in Brazilian Portuguese. For the sake of viewer convenience, the content is shown below in the alternative language. You may click the link to switch the active language.

Na noite da última quarta-feira (24.6.2020), o Senado Federal concluiu a análise e a aprovação do projeto de lei n.º 4.162/2019 (“PL”), de autoria do Poder Executivo[1], que altera a Lei Federal nº 11.445/2007 (“Lei de Saneamento”), atual marco legal do saneamento básico e a gestão associada por meio dos consórcios públicos e dos contratos de programa[2].

O PL havia sido aprovado em 17.12.2019 na Câmara dos Deputados e, posteriormente, remetido ao Senado em 19.12.2019, sem apreciação desde então. A opção do Senado, consoante parecer do Senador Tasso Jereissati (Parecer nº 71/2020-PLEN)[3], foi pela não alteração do mérito do PL aprovado pela Câmara[4], evitando, desta forma, que o PL retornasse à Câmara para nova apreciação, retardando ainda mais a sua aprovação. Nesse sentido, foi aprovada apenas uma emenda ao texto vindo da Câmara.

É importante destacar que o PL ainda será remetido à sanção da Presidência, podendo ter vetos ao texto aprovado.

O PL preservou, na essência, a sistemática adotada no Projeto de Lei nº 3.261/2019 e nas Medidas Provisórias nº 844/2018 e 868/2018 (“Medidas Provisórias”) quanto a, por exemplo, edição de normas de regulação de referência pela Agência Nacional de Águas (“ANA”), conceitos e titularidade dos serviços públicos de abastecimento de água e esgotamento sanitário (“Serviços”), contratos de programa, desestatização de companhias estaduais e utilização de recursos federais pelos entes titulares dos Serviços.

Para ver o resumo das principais inovações trazidas pelo PL à Lei de Saneamento clique aqui. Para acessar o material completo, clique aqui.

Para mais informações, entre em contato:

Rodnei Iazzetta
rodnei.iazzetta@localhost

Bruno Laurito Pinheiro
bruno.pinheiro@localhost

Pedro Castro
pedro.castro@localhost

 


see all publications