(Português) Artigo: Search Funds começam a engatinhar no Brasil

24 . May . 2018 |

Sorry, this entry is only available in Brazilian Portuguese. For the sake of viewer convenience, the content is shown below in the alternative language. You may click the link to switch the active language.

O artigo da sócia-gestora Daniella Tavares, de Societário, Fusões e Aquisições, foi destaque nos portais: Migalhas, StartupiDiário Indústria & Comércio, Portal Administradores e Portal Fator Brasil.

Search Funds começam a engatinhar no Brasil
Empresas têm, nesta modalidade, oportunidade de crescer e gerar retorno financeiro acima da média para os acionistas

Apesar de já ser possível encontrar alguns casos de operações de aquisição através de search funds, o conceito ainda é bem pouco conhecido no Brasil. O modelo funciona com um empreendedor altamente capacitado (searcher) que convencerá investidores sobre o seu potencial em identificar uma empresa para ser adquirida e, posteriormente, sendo administrada por ele, terá por objetivo o crescimento e o desenvolvimento da mesma.

O primeiro search fund foi constituído em 1983, nos Estados Unidos, mas o conceito só chegou no Brasil há dois anos, com a concretização de uma aquisição local. A vantagem do modelo é permitir que o empreendedor se torne presidente/CEO muito jovem, tendo o suporte dos investidores e o retorno financeiro acima da média. Mesmo assim, ainda é incipiente o investimento dos brasileiros nesse tipo de estrutura.

O processo search fund pode ser dividido em 4 grandes etapas: a captação de recursos, que ocorre no período de um a dois anos, quando o searcher buscará a empresa target, avaliará e conduzirá toda a negociação com um ou mais vendedores; a aquisição, realizada com auditoria jurídica e financeira, discussão com relação ao período de transição dos vendedores e/ou colaboradores, negociações do contrato de compra e venda e documentos relacionados; a pós-aquisição, em que o searcher assumirá o papel de CEO/presidente da empresa target, mas com a maioria dos seus investidores iniciais no conselho de administração dando o suporte, principalmente nos primeiros anos. E, por fim, o desinvestimento, diferente de operações envolvendo fundos private equity, no qual há necessariamente o desinvestimento em aproximadamente 5 anos, os fundos de search poderão ou não realizar o desinvestimento após o período de 5 a 7 anos.

A aquisição via search fund deve ser o mais objetiva possível. Nesse contexto, o desafio será prestar uma assessoria jurídica qualificada com um custo proporcional ao tamanho da operação. Para fazer a conta fechar é necessário treinamento de equipe, desenvolvimento de inteligência e tecnologia para os processos de auditoria, redução de idas e vindas de minuta, entre outros.

Assim que o searcher encontrar a empresa target, discutir com os investidores e receber o go ahead, os advogados devem elaborar a minuta de Memorando de Entendimentos ou Carta de Intenções. Esse documento deverá conter os termos comerciais e econômicos iniciais, indicação de preço e condição de pagamento, exclusividade, confidencialidade e prazo estimado para a conclusão da operação.

Nesta etapa depara-se com a primeira característica peculiar em aquisições por meio de search funds: o prazo. Em uma aquisição padrão, o prazo de conclusão da operação não é, em sua grande maioria, tão relevante. Mas, em uma aquisição através de search fund, sim. É esperado pelos investidores que o searcher encontre e conclua a operação em 2 anos. Além disso, também são necessários muitos investidores para coordenar o aporte necessário, lidar com características e necessidades de diferentes jurisdições, com tributações e exigências distintas.

Com o Memorando de Entendimentos ou Carta de Intenções devidamente assinado, começa a fase da auditoria. As listas de auditoria padrão dos escritórios são bem extensa e completas, e requerem que sejam adaptadas. Uma vez encaminhada a lista para a empresa target e esclarecimentos sobre os documentos e informações solicitados, fica o dever de casa dos assessores da target em montarem um data room, para uma radiografia completa de sua empresa pelo searcher e seus investidores potenciais.

Um dos grandes desafios dessa fase é não tornar público para os empregados da empresa target que ela está sendo avaliada para uma possível venda, já que em sua grande maioria trata-se de empresas familiares, de pequeno e médio porte. Esse tipo de especulação gera insegurança e um efeito cascata em fornecedores, credores e consumidores. Para os investidores, altamente qualificados e ávidos por objetividade, será elaborado um relatório em forma de sumário executivo, em que consigam enxergar passivos e valores correspondentes; contingências, avaliação de risco e instruções claras sobre onde e como alocá-las.

As aquisições via search funds são, em sua maioria, as chamadas full acquisitions: aquisição de 100% das ações/quotas da empresa target. Não há, portanto, a necessidade de acordo de acionistas. Por outro lado, teremos um documento não menos importante que é o contrato com o searcher, onde serão determinadas as condições e remuneração pelo trabalho, regras de compra de ações quando for pertinente, condições e prêmio no momento da liquidação do investimento.

O Brasil tem grande potencial para comportar estruturas envolvendo search funds. Jovens talentos bem preparados, empresas de pequeno e médio porte em diferentes setores com potencial de crescimento e ambiente jurídico para receber investimento estrangeiro favorecem o sucesso da adesão ao modelo.
__________
*Daniella Tavares é sócia-gestora de Societário, Fusões e Aquisições do escritório Lobo de Rizzo Advogados. Representa empresas e fundos estrangeiros na entrada no mercado brasileiro, seja através de aquisições, investimento em infraestrutura ou em projetos greenfield.


see all publications