(Português) Confira o prazo para inscrição no CAR e adesão ao PRA

28 . December . 2018 |

Sorry, this entry is only available in Brazilian Portuguese. For the sake of viewer convenience, the content is shown below in the alternative language. You may click the link to switch the active language.

Nesta quinta (27), foi publicada a Medida Provisória nº 867/2018, prorrogando até 31.12.2019, o prazo para que os proprietários e possuidores de imóveis rurais possam aderir ao Programa de Regularização Ambiental – PRA, cujo objetivo é adequar as propriedades às exigências do Código Florestal.

A expectativa quanto à publicação dessa Medida Provisória era grande, principalmente, entre os produtores rurais e ambientalistas, já que se esperava que o prazo para inscrição no Cadastro Ambiental Rural – CAR fosse prorrogado novamente, o que, dessa vez, não aconteceu.

Conforme reiterado pela Medida Provisória nº 867/2018, a inscrição do imóvel rural no CAR é condição obrigatória para a adesão ao PRA, ou seja, aqueles que não se inscreverem no Cadastro até 31.12.2018* – não poderão aderir ao Programa de Regularização previsto no Código Florestal.

Na prática significa dizer que a falta de inscrição no CAR, além de impedir a adesão ao PRA, acarreta a perda de benefícios previstos no Código Florestal, como por exemplo: possibilidade de regularização das Áreas de Preservação Permanente (APP) e/ou Reserva Legal e vegetação natural suprimida ou alterada até 22/07/2008 no imóvel rural, sem autuação por infração administrativa ou crime ambiental; obtenção de crédito agrícola, em todas as suas modalidades, com taxas de juros menores, bem como limites e prazos maiores que o praticado no mercado; dedução das Áreas de Preservação Permanente, de Reserva Legal e de uso restrito base de cálculo do Imposto sobre a Propriedade Territorial Rural-ITR, gerando créditos tributários; suspensão de sanções em função de infrações administrativas por supressão irregular de vegetação em áreas de APP, Reserva Legal e de uso restrito, cometidas até 22/07/2008, entre outros.

Além disso, em determinados Estados, a ausência de inscrição no CAR, dentro do prazo determinado em lei, também pode ser caracterizada como infração administrativa. Em São Paulo, por exemplo, a Resolução nº 48/2014 da Secretaria de Estado do Meio Ambiente prevê em seu artigo 55 a aplicação de sanção de advertência e multa diária no valor de R$ 50,00 (cinquenta reais) ao proprietário/possuidor que, depois de advertido e transcorrido o prazo legal de regularização, deixar de efetuar a inscrição do imóvel rural no CAR.

Portanto, a fim de possibilitar a adesão ao PRA, obtendo-se os benefícios legais previstos no Código Florestal e evitar a imposição de multas pelos órgãos ambientais competentes, é recomendável a inscrição dos imóveis rurais no CAR até o dia 31.12.2018.

Em caso de dúvidas, entre em contato com a nossa área Ambiental.

* De acordo com o artigo 1º do Decreto Federal nº 9.395/201829, que alterou o §3º do artigo 29 do Código Florestal, o prazo para inscrição no Cadastro Ambiental Rural – CAR se encerrará no próximo dia 31.12.2018.


see all publications